Como foi a Copa Das Confederações para as marcas?

tn_620_600_brasil_campeao

Este post foi publicado originalmente no blog Vitamina Publicitária

A Copa das Confederações foi o primeiro de grandes eventos esportivos que o país receberá nos próximos anos, e além de testar a estrutura criada para a Copa do Mundo, a competição foi um belo teste para as marcas brasileiras, que tanto patrocinam o torneio, como também para as parceiras da seleção brasileira.

Para saber o posicionamento das marcas durante a competição. a Ipsos fez um estudo sobre as motivações dos consumidores brasileiros por trás da Copa do Mundo de 2014 juntamente com seu recall durante a Copa das Confederações com o final previsto para o início de agosto.

O estudo apontou as marcas Coca-Cola, Itaú e Brahma como as marcas mais lembradas de maneira espontânea, mostrando o quanto os patrocinadores da Copa do Mundo (Adidas, Hyndai e Fly Emirates) tem esse tipo de ligação baixa. Diversas marcas buscaram se comunicar com o público com mensagens ligada a competição, e isso fez, em média, 3,5 delas serem lembradas pelo público.

Em relação ao recall das marcas patrocinadoras a Coca-Cola, a Visa e o Itaú foram as marcas mais lembradas pelo público. E entre as não-patrocinadoras foram a Rede Globo de Televisão, Guaraná Antártica e Brahma os que ficaram no topo.

O estudo ainda está sendo realizado, mas já da pra ver mais ou menos quais são as marcas que estão na boca do povo se destacando mais que as seleções dentro das 4 linhas.

Anúncios

Um comentário sobre “Como foi a Copa Das Confederações para as marcas?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s